Redes de Pesquisa

O LabGim integra parcerias para fomentar a atuação em redes de pesquisa no campo da Comunicação e Infância.

REDES LabGim.png

RECRIA

Recria logo colorida sem fundo (1).png

A Rede de Pesquisa em Comunicação, Infâncias e Adolescências (RECRIA) reúne laboratórios e grupos de pesquisa no Brasil e em Portugal, que acolhem e realizam pesquisas acadêmicas e atividades de extensão diretamente relacionadas às infâncias e adolescências a partir do olhar do campo da Comunicação. 

Acesse o site: rederecria.com.br / Instagram: @rederecria 

Grupos Integrantes

Compõem a Rede Recria:

  • AnimaMídia – Grupo de Pesquisa em Desenhos Animados (UFF) 

  • CICS.NOVA – Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (NOVA – Portugal)  

  • Criança na Mídia: Núcleo de Estudos em Comunicação, Educação e Cultura (Universidade Feevale)

  • Epistemologia do diálogo social: Grupo de Pesquisa e Laboratório das Narrativas da Contemporaneidade (ECA-USP)

  • ESC – Ética na Sociedade de Consumo (UFF)

  • LabGim – Laboratório de Pesquisas da Comunicação nas Infâncias (PUC-RS)

  • LabGrim – Laboratório de Pesquisa da Relação Infância, Juventude e Mídia (UFC)

  • NUPEJOR – Núcleo de Pesquisa em Jornalismo (UFRGS)

  • OPSlab – Laboratório de Estudos e Observação em Publicidade, Comunicação e Sociedade (UFMT)

  • Ponto – Afetos, Gêneros, Narrativas (UFOP)

  • PHiNC – Publicidade Híbrida e Narrativas do Consumo (UFPE)

  • Sociedade mediatizada: processos, tecnologia e linguagem (PUC – Campinas)

Depoimentos

A demanda por uma conexão entre pesquisadores que trabalham as temáticas a respeito de infância e adolescência, oriundos de diferentes instituições, é provida com a proposição da RECRIA, como destacam duas de suas cofundadoras Brenda Guedes e Maria Clara Sidou Monteiro:

A estruturação da RECRIA dá resposta a mais de uma década de pesquisas acadêmicas em Comunicação, Infâncias e Adolescências, realizadas em pontos diversos do país. A conexão entre os grupos e laboratórios de investigação traz consigo a potência de a) visibilidade e reconhecimento para a temática de pesquisa em fóruns científicos qualificados; e b) articulações entre olhares, contextos e vivências distintas. Nesse sentido, a chegada do LabGim à rede soma experiências e evidencia a necessidade de uma organização conjunta para as iniciativas do campo da comunicação que tenham por foco o melhor interesse da criança e do adolescente.

Brenda Guedes (UFPE) -  RECRIA

 

 

A RECRIA representa a união com um propósito: fortalecer pesquisas sobre infâncias e adolescências na Comunicação. Por vezes, as crianças e os adolescentes foram descredibilizados como participantes nas investigações do campo e a RECRIA surgiu para visibilizar a importância de escutar esses públicos e suas relações com as mídias. Partimos do âmbito acadêmico, mas queremos expandir para a sociedade de forma geral por meio da extensão universitária e outras iniciativas. Para isso, acreditamos no esforço coletivo e ficamos felizes com cada chegada de pesquisadores à RECRIA, pois significa que estamos no caminho certo para a ampliação de conhecimento.

Maria Clara Sidou Monteiro (UFRGS) - RECRIA 

 

Para Inês Vitorino, a integração LabGim na RECRIA soma-se ao trabalho de outros grupos de pesquisa e laboratórios que dedicam suas produções em ensino, pesquisa e extensão com olhar para as infâncias e adolescências:  

A RECRIA é a expressão do compromisso maior de pesquisadores e pesquisadoras brasileiras (os) com a defesa e a promoção de uma comunicação de qualidade para/com crianças e adolescentes, uma comunicação plural atenta às múltiplas infâncias que o país abriga. O LabGim, ao integrar esta rede, fortalece nosso compromisso com a pesquisa engajada, que produz conhecimento não apenas para a academia, mas à serviço da promoção dos direitos e do bem estar de crianças e adolescentes. Bem-vindos (as)! 

Inês Vitorino (UFC) - Cofundadora da RECRIA

 

Para o LabGim, a parceria amplia as redes de interação acadêmica. Ao participar da RECRIA, o laboratório agrega sua experiência com pesquisas voltadas para as infâncias e passa a qualificar seus conhecimentos a partir das trocas com as demais pesquisas dos grupos e laboratórios que compõem a Rede. Juliana Tonin, coordenadora do LabGim, destaca: 

Estamos muito entusiasmados com essa integração, pois representa uma nova etapa para o laboratório. Desde nossa criação, em 2019, fruto de parceria com o Centro Marista de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente e da Fundação Irmão José Otão, mesmo centrados na fase de sua implementação e, logo após, de adaptação ao cenário pandêmico, o desejo de existência de uma rede de pesquisa para fortalecer a pesquisa sobre comunicação e infâncias, nacional e internacionalmente, estava no horizonte do LabGim como visão. Por isso, agradecemos às cofundadoras da RECRIA pela iniciativa!

Juliana Tonin (PUCRS) – coordenadora do LabGim  

labgim-internacionaliza-banner.png

LabGim Internacionaliza compreende todas as ações de Internacionalização realizadas pelo Laboratório e seus Integrantes. Com programação e objetivos anuais, busca constituir redes de pesquisa, de formação e de integração que possibilitem a expansão do conhecimento e das práticas, a partir do reconhecimento de diversas pesquisas e de diferentes culturas.

Ações de Internacionalização

Colóquio Missão Print

O LabGim Internacionaliza iniciou suas dinâmicas de internacionalização através de Missão de Trabalho PUCRS Print, realizada pela Profª. Drª. Juliana Tonin, em novembro de 2019, no CERLIS (Centre de Recherche sur les Liens Sociaux) de la Faculté de Sciences Humaines et Sociales, Sorbonne, Université Paris Descartes, Paris V, França. 

Conferência Magna com Régine Sirota
(evento cancelado para o ano de 2020 em função da pandemia)

Régine Sirota (Cerlis, Paris V, Sorbonne) é pesquisadora convidada do LabGim para o evento LabGim Internacionaliza 2020. Será promovida uma jornada de atividades: Conferência Magna, Diálogos de Pesquisa e Incursões. O LabGim Internacionaliza 2020 está sendo financiado pela Fapergs e apoiado pelo Centro Marista de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente. A data prevista foi suspensa e nova proposição será divulgada tão logo encerrarmos o período de quarentena.

Colóquio Cerlis – Penser les Inegalites dans Enfance

​Dentre as diferentes atividades desenvolvidas, foram apresentados os achados de pesquisa da testagem realizada pelo LabGim, bem como participação no Colóquio em homenagem aos 30 anos da Convenção dos Direitos da Criança.

​Acesse o link do evento para ler mais: 

Affiche_colloque_miniatureVF.png

XXIe Congrès, « La société morale. Enjeux normatifs dans les sociétés contemporaines »

Os integrantes do LabGim foram convidados para participar do próximo evento organizado pela AISLF (Association Internationale des Sociologues de Langue Française), que iria acontecer na primeira semana do mês de julho, em Tunis, na Tunísia.

 

Em virtude da pandemia do Coronavírus, o evento foi adiado pela comissão organizadora para os dias 12 a 16 de julho de 2021.

Para ler mais sobre o evento, basta acessar:

https://congres2021.aislf.org/pages/index.php (em francês)

 
XXI congres tunis.png